Escolas de Poker – 10 Dicas para Aprimorar suas Habilidades!

Procurando Escolas de poker para melhorar suas habilidades neste esporte da mente? Veja estas 10 dicas para ter Sucesso nas mesas. Entre Aqui e Saiba Tudo sobre!

Para um esporte considerado como um jogo da mente, é natural que existam escolas de poker que possam ensinar as técnicas e habilidades para vencer.

As escolas de pôquer estão crescendo em todo o país, acompanhando o constante aumento da popularidade do jogo.

Mas aí você pergunta: fazer escola para jogar poker? Sim!

Ser um jogador de pôquer e disputar mesas qualificadas e torneios com chances de sucesso (e de faturar belos prêmios) vai muito além de dominar as principais regras e as jogadas.

Exige um conhecimento mais profundo da dinâmica, dos movimentos, inúmeros recursos, estilos  de jogo, tipos de torneios e comportamento dos adversários.

Veja também:
23 Sequencias do Poker
11 Aplicativos de Poker no Celular

Se olharmos para as principais habilidades que são necessárias para ser bem sucedido no jogo – e elas são muitas – fica fácil imaginar que existe muito mais em jogo do que as cartas.

Apostar no momento certo, desenvolver estratégias próprias, exercitar o raciocínio rápido e a lógica de forma direcionada ao jogo e saber sacar com segurança nos sites de poker são apenas alguns dos pontos que são abordados e ministrados por gente com experiência.

Dessa forma, é possível sair de um curso de pôquer com um domínio maior em menor tempo e surpreender nas mesas de todo o mundo!

4 habilidades fundamentais para o sucesso no pôquer

Muitos jogadores, mesmo aqueles que mal começaram a jogar regularmente, têm a mesma opinião: o pôquer é um jogo que imita a vida.

Porque nele estão as mais variadas situações onde podemos aplicar habilidades que precisamos no dia a dia – e o inverso também.

O estilo de jogo é aprimorado e as chances de sucesso aumentam bastante quando usamos habilidades aplicadas nos desafios cotidianos.

Vamos falar de algumas.

1 – Controle emocional

O equilíbrio emocional é, sem dúvida, a principal competência para jogar pôquer, pois ele norteia a qualidade das demais e costuma ser o fator determinante para o sucesso dos jogadores.

Em um jogo, não faltam altos e baixos, pequenos sucessos e fracassos.

Se aliarmos tudo isso à tensão e a expectativa constantes, são grandes as chances de erro e até de problemas orgânicos – tensão muscular, raciocínio lento – que prejudiquem o desempenho.

Ter um forte controle emocional é essencial para tomar as melhores decisões, não ficar inseguro com elas, aprender lições – que são muitas em minutos – e estar pronto para a próxima jogada.

2 – Concentração

Essa é uma qualidade fundamental para a qualidade técnica do jogo.

É preciso estar complemente dentro da mesa, percebendo as centenas de movimentos que vão ocorrer e um deles pode ser determinante para a sua vitória.

  • Evite os muitos estímulos externos – redes sociais, e-mails, conversas, barulhos – para que a mente esteja no jogo, sem pensamentos distantes;
  • Jogue descansado, sem maus pensamentos (uma briga, por exemplo) e sem fome, porque ela costuma desviar a atenção de neurônios preciosos para a concentração.

3 – Resiliência

É a capacidade de superar as frustrações que podem – e vão – ocorrer durante o jogo.

Uma partida de pôquer pode ter muitos maus momentos, decisões erradas ou surpresas onde achávamos que tudo estava certo.

Por isso, é fundamental a mente estar preparada para absorver um revés, receber a pressão dos erros (concentração), não se abater (controle emocional) e focar na jogada seguinte.

4 – Autoconfiança

É preciso confiar nas próprias habilidades, no conhecimento técnico que possui e na condição mental do momento.

Essa é a autoconfiança no pôquer.

Não devemos confundir com soberba ou arrogância, onde menosprezamos as dificuldades e a qualidade do adversário ou só enxergamos as nossas, prejudicando a leitura correta do jogo.

A autoconfiança também é uma linguagem corporal importante para os jogos presenciais – os sinais e gestos que transmitimos aos demais jogadores – e também nos jogos de pôquer online, com as decisões demonstrando a confiança que se impõe (no bom sentido) aos demais.

E ela se constrói, mental e fisicamente, bem antes da partida:

  • Cuidando do corpo com exercícios e alongamentos para suportar as horas de tensão;
  • Estudando as técnicas, estilos e jogadas para ter o maior número possível de opções na mesa;

Estudar não precisa ser apenas em casa ou jogando sem apostas com os amigos; existem locais onde podemos aprimorar a capacidade técnica, como as escolas de pôquer.

3 erros básicos ao decidir por uma escola de pôquer

Como acontece com a maioria dos cursos para as mais variadas áreas do conhecimento, muitas pessoas cometem três erros básicos quando decidem fazer um curso de pôquer.

1 – Pressa

Acreditar que, fazendo uma escola presencial ou online, já é possível disputar partidas em um alto nível ou com condições muito superiores ao de quando começaram o curso.

Esse é um erro comum e que acaba desmotivando a maioria dos jogadores, pois o jogo requer um ensino lento e gradual, abordando cada etapa até que esteja completamente assimilada.

Por mais talentoso que seja o aluno, não há como aprender todos os conceitos, técnicas e competências específicas em dias ou algumas semanas.

É investimento a médio e longo prazo, com a vantagem de poder aplicar o conhecimento paralelamente nas partidas com amigos, em clubes e até em torneios satélites – mesas competitivas mas sem o risco de investir buy-in altos.

Mas sempre consciente de que a cada partida vão surgir necessidades que o curso ainda vai abordar.

2 – Falta de foco

A ansiedade se tornar-se um grande jogador (em pouco tempo) costuma impactar na forma como a pessoa estuda, principalmente nos cursos de pôquer online, onde podemos administrar as aulas que assistimos.

Muitos alunos focam em tópicos mais avançados sem ter a base de conhecimento anterior e o resultado são erros elementares em partidas – e sem entender o motivo. Outro erro é estudar tópicos paralelamente – acaba não aprendendo bem nenhum deles.

3 – Falta de disciplina e organização

Como em todo aprendizado, ter rotina definida, horários adequados e usar todos os recursos disponíveis também são fundamentais para assimilar o conteúdo de uma escola.

A falta de disciplina e de organização fazem o curso se estender e isso acaba desmotivando o aluno.

3 dicas para ter sucesso estudando em uma escola de pôquer

  • Veja o curso de pôquer como um investimento de longo prazo – porque ele realmente é, dada a quantidade de informação que podemos aprender;
  • Dedique-se ao máximo a cada tópico, em estudos paralelos quando fizer um curso presencial de pôquer;
  • Aprofunde o conhecimento de cada ponto antes de seguir em frente se for um curso online;
  • Foque em uma modalidade do jogo – maiores serão as chances de sucesso;
  • Organize o tempo, o local e os recursos para que cada aula seja produtiva.

Com essas dicas, o curso pode ser o mais produtivo possível.

Depois da escola de pôquer, é só começar a jogar!

Sim e não!

Com um curso de qualidade comprovada, como o Pokerstars School ou o Akkari Team, você estará preparado para disputar partidas em alto nível.

Porém, continue estudando com a grande quantidade de ótimos conteúdos que existem na internet – por exemplo, vídeos de Youtube de grandes jogadores, fóruns com trocas de experiências e informação de qualidade como os nossos artigos do Blog.

A contínua atualização sobre o que acontece no mundo do pôquer também ajuda a aperfeiçoar o seu estilo e as suas técnicas de jogo.

Como vimos nesse artigo, as escolas de pôquer são uma ótima alternativa para aprender o jogo de uma forma estruturada, com conteúdos abrangentes e, dessa forma, não perdemos nenhum detalhe que pode fazer muita falta na hora de uma jogada decisiva!