6 Dicas para deixar a Quarentena mais divertida!

A quarentena parecia algo distante do dia a dia ou coisa de cinema. Mas o coronavírus colocou ela na nossa rotina. Veja como lidar sem perder o bem estar!

Quarentena esse é a curiosidade de hoje.

Essa é uma situação que a Era Moderna da Humanidade não está acostumada a vivenciar, mas que se tornou parte da rotina de praticamente todos os países.

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, esse período de reclusão está se tornando um dos aliados mais eficientes no combate ao crescimento do número de pessoas infectadas e de mortes pela Covid-19 – a doença que é transmitida pelo vírus.

É a medida mais fácil de implementar e tem um custo baixo, comparado aos gastos que as sociedades estão assumindo para lidar com a pandemia – aumento nas estruturas e equipes de atendimento médico e compra de equipamentos para a demanda nos casos graves.

Mais do que desejado, a quarentena é indispensável para reduzir a velocidade do vírus em áreas movimentadas e o frear o número de casos.

Por outo lado, ela impõe situações totalmente novas para a grande maioria das pessoas – trabalhar em casa, longo convívio com crianças, readaptar uma série de rotinas à falta de opções nas ruas.

Por isso, separamos 6 dicas para tirar o melhor proveito desse momento tão necessário quanto atípico – e preservar a saúde da mente e do espírito!

Quarentena e isolamento social: qual a diferença?

Por serem duas situações totalmente novas entre nós, brasileiros, é comum haver a confusão entre o que significam a quarentena e o isolamento social.

Na prática, quando pensarmos em risco e fato, fica mais fácil entender a diferença e a importância de cada medida.

Vamos falar de cada uma delas.

  • Quarentenas tratam de riscos;
  • Isolamentos tratam de fatos.

O que é o isolamento social?

Essa medida é uma decisão médica e individual para um caso comprovado de uma doença altamente contagiosa, no caso a Covid-19.

Não é uma decisão pública e o isolamento já está previamente definido como parte do tratamento para esses casos, além de outros itens.

Na Covid-19, o isolamento social auxilia, portanto, tanto no tratamento da pessoa infectada quanto na proteção dos demais indivíduos, além de ajudar no estudo de alcance do vírus.

Por outro lado, a evolução de casos e a frequência deles podem sinalizar para os órgãos de saúde que existe um forte indício de epidemia (falando localmente) e o isolamento pode ser ampliado de forma a se tornar uma quarentena.

Cuidados que devemos ter em um isolamento por Covid-19

Se a pessoa estiver comprovadamente infectada com o coronavírus ou foi colocada em isolamento por suspeita, deve cumprir cuidados importantes para que a enfermidade seja tratada, mesmo sendo uma forte gripe.

  • Repouso absoluto;
  • Alimentar-se adequadamente;
  • Beber muita água e outros líquidos como sucos e chás;
  • Tomar medicação antitérmica e analgésica (se for necessário);
  • Manter o ambiente naturalmente ventilado;
  • Permanecer sozinho em um cômodo, sem contato com outras pessoas, ou a pelo menos dois metros de distância delas;
  • As roupas e objetos pessoais devem ser lavados separadamente e manuseados com luvas;
  • O banho da pessoa deve ser o último e ela deve fazer a limpeza de peças que são manuseadas (torneiras, maçanetas).

O isolamento é de, no mínimo, quatorze dias, mas pode ser estendido conforme a evolução do quadro.

É usado apenas para os doentes da forma branda.

Caso apresentem sintomas da forma grave, devem ir imediatamente a um atendimento médico.

Nesse artigo sobre 10 dicas sobre o coronavírus, você pode ver quais são os sintomas das duas formas, as medidas de prevenção e de tratamento para a doença que está abalando todo o mundo.

O que é a quarentena?

É uma medida extrema, decidida pelo poder público – federal, estadual ou municipal – para reduzir ou proibir a presença ou o movimento de pessoas nas ruas e nos espaços públicos em momentos de grande ameaça à sociedade.

Essa ameaça pode ser social – um estado de guerra, por exemplo – ou no caso de uma epidemia – a disseminação ostensiva de uma doença em uma localidade.

As formas de contágio oficialmente conhecidas de uma doença definem a parcela da sociedade que está potencialmente exposta. Por exemplo, a AIDS, em um primeiro momento, estava concentrada no público adulto.

No caso da Covid-19, as formas de contágio são as mais universais: contato pessoal, íntimo e com secreções.

Praticamente toda a população faz parte do público potencial do coronavírus.

Os grupos de risco da doença – que podem ter quadros graves e fatais – são igualmente grandes: idosos, hipertensos, diabéticos, asmáticos e outras doenças.

Como ainda não há certezas quanto ao combate – medicamentos com eficácia comprovada, estruturas universais de atendimento e uma vacina – é essencial impedir e controlar a expansão do agente através da prevenção.

Tornou-se fundamental colocar as pessoas em reclusão em praticamente todos os países onde o coronavírus se manifestou.

No Brasil não é diferente; diversas cidades estão implementando a quarentena para reduzir ao máximo as situações de contágio e, dessa forma, impedir o avanço da doença, o que poderá resultar em milhares de infectados e, infelizmente, de casos fatais.

Uma quarentena dura, em média, quarenta dias mas o período pode se estender, conforme os resultados do alastramento da doença e da taxa de letalidade.

Existem cuidados durante a quarentena?

Com certeza, sim!

A quarentena é determinada para que as pessoas parem de circular e aumentar o potencial de contágio do vírus, mas muitas delas já podem estar infectadas e ainda não apresentaram os sintomas.

Portanto, devemos ter as mesmas precauções. Afinal, na maioria das vezes, as pessoas moram acompanhadas de outras e devemos zelar pela saúde de todos.

  • Mantenha a distância mínima de dois metros entre os moradores e nas áreas comuns (em caso de condomínios);
  • Só saia de casa em situação essencial – compras no mercado e na farmácia – e use álcool em gel após sair de ambientes;
  • Lave as compras ao chegar, especialmente garrafas e potes, onde o vírus pode se manter por algumas horas;
  • Não visite pessoas e nem receba visitas, mesmo de familiares – é importante não correr o risco de importar vírus;
  • Sempre lavar as mãos com água e sabão ao chegar em casa;
  • Usar o álcool em gel logo após sair do elevador.

Como a quarentena pode ser mais divertida?

Estar confinado em casa por dias ou semanas, em uma convivência maia intensa e inesperada e ter de alterar várias rotinas não são situações fáceis de lidar, principalmente para pessoas que estão acostumadas a estar na rua trabalhando ou estudando.

Trabalhar em casa é, sem dúvida, a atividade mais desafiadora, pois envolve as responsabilidades profissionais em um ambiente que normalmente não é preparado para esse fim.

Mas nem tudo precisa ser tão estressante nesses dias – pode revelar projetos interessantes, trabalhos parados esperando a oportunidade e muita diversão para tornar a experiência mais leve para todos.

1 – Pensar em projetos novos para o trabalho

Sendo funcionário ou dono do seu negócio, sabemos como é difícil planejar coisas novas e dar saltos de qualidade que ajudem em uma promoção ou para aumentar o lucro.

Estar longe de interferências e distrações dos ambientes de trabalho e até cientes de que o atendimento ao cliente não será feito (dependendo do negócio) pode ajudar a desenvolver novas ideias que estavam guardadas por causa de correria do dia a dia.

2 – Conviver mais com o seu pet

Não precisaríamos de especialistas para dizer como o convívio com nossos filhotes é benéfico para a nossa saúde física e mental.

E quando estamos isolados, esse convívio pode ser ainda mais importante.

Além disso, eles precisam e gostam muito da nossa companhia.

Então, por que não aproveitar essas horas para estreitar a relação com seu pet e tornar mais leve a sua estadia forçada?

3 – Desenvolver projetos e sonhos pessoais parados

No dia a dia movimentado que temos, onde falta tempo para quase tudo, não faltam projetos e sonhos pessoais que deixamos na gaveta esperando um momento para nos dedicarmos.

O momento pode ser esse.

Que tal abrir as suas agendas antigas ou algumas pastas esquecidas do seu computador?

Elas podem revelar boas ideias que você guardou e que agora há tempo para desenvolver.

4 – Colocar a sua leitura em dia

O prazer da leitura é quase sempre o mais negligenciado em nossa rotina diária e sabemos o quanto ele faz falta para ampliarmos mais os horizontes e ganharmos conhecimento.

O momento da quarentena pode ser aproveitado para lermos mais e melhor – ler o que nos dá mais prazer do que obrigação e recuperamos uma satisfação que estava perdida no meio das tantas responsabilidades.

 

5 – Jogar Poker pela Internet

Quem disse que não podemos nos divertir enquanto nos preservamos para que a Covid-19 passe e deixe marcas pequenas?

A diversão é um alimento para nos manter mentalmente saudáveis em meio a tudo isso.

E estar com a mente saudável é importante para suportar horas e dias de uma rotina cheia de incertezas – possibilidade de contágio pessoal e de familiares e amigos, efeitos da quarentena na economia e nos negócios, perspectivas futuras.

Uma das melhores formas de se divertir é jogar pôquer online (poker é um esporte da mente).

O jogo de cartas mais famoso do mundo conta com uma grande rede mundial com diversos sites para você jogar com alta qualidade tanto em desktops e notebooks quanto em smartphones e tabletes.

A Plataforma que eu uso para jogar poker é a Bodog, ela me proporciona uma boa experiência e é um lugar moderno e 100% seguro.

Talvez você não saiba, mas jogar pôquer online é uma excelente forma de exercitar a mente, se distrair depois de um longo dia de home office e com outra vantagem: ter a chance de ganhar ótimos prêmios.

6 – Estudar pela internet

Uma das maiores dificuldades do dia a dia é ter tempo para estudar.

Horas fora de casa e muito cansaço acabam prejudicando esse investimento tão importante.

Estando em casa, podemos reservar um tempo valioso para fazer cursos online e, hoje em dia, não faltam temas para conhecermos ou nos aperfeiçoarmos.

Plataformas como a Rock Content e a Udemy tem um grande cardápio com ótimos preços, muitas vezes gratuitos e com qualidade.

Vale a pena pesquisar e aproveitar o momento para conquistar mais conhecimento.

Andre